top of page
Buscar
  • Foto do escritorÁgua na Caixa®

Por que se preocupar com o recipiente em que consumimos água? – Água na Caixa® responde



Os seres humanos não são perfeitos. Nós também não. E é por isso mesmo que não deixamos de exercitar nossa consciência e compromisso com o meio ambiente para chegar lá! Mas por que se preocupar com o recipiente em que consumimos água? O que isso diz sobre nós?


Você sabia que as garrafas de plástico costumam ser enquadradas como de uso único? Ou seja, consumimos seu conteúdo e jogamos fora. Nada sustentável, né?


Segundo o Atlas do Plástico (2020), da Fundação Heinrich Böll, mais de 400 milhões de toneladas de plástico são produzidas globalmente por ano. Só no Brasil são mais de 11 milhões de toneladas de plástico, o que configura o país como o quarto maior produtor de lixo plástico do mundo!


Desse número, cerca de 1,5 milhão de toneladas de plástico são usadas na produção de garrafas PET. De acordo com dados da Associação Internacional de Água Engarrafadas, a demanda brasileira por esse tipo de produto cresce 7% ao ano. Sem reciclagem, o Brasil descarta por ano 4,7 bi de garrafas PET na natureza indevidamente.


A Água na Caixa® surge, então, como alternativa a esse tipo de consumo. Visamos ser a caixinha do bom exemplo e mostrar como beber água pode ser uma experiência simples! #SimplesAssim


Cuidamos desde a extração da água até a renovabilidade de nossas embalagens. Elas são reutilizáveis, 88% renováveis, ou seja, feitas quase só de plantas (54% de papel e 35% de plástico verde) e 100% recicláveis. Além disso, têm tampa e topo feitos de cana-de-açúcar e papel feito com madeira de florestas certificadas. Também contamos com cadeia de reciclagem mapeada e recicladores homologados.


Além disso, calculamos nossa pegada de carbono em parceria com a Way Carbon! Escolhemos o projeto de Redução do Desmatamento e da Degradação Florestal no Pará para fazermos a compensação da nossa pegada. Com isso, nos tornamos a primeira e única água mineral CARBONO NEUTRO do Brasil. Entenda mais aqui!

32 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page